Nossa História

Marília é um município brasileiro do estado de São Paulo. Fica distante da capital do estado 443 km por rodovia; 529 km por ferrovia e 376 km em linha reta. Localiza-se a uma latitude de 22º12’50” sul e a uma longitude de 49º56’45” oeste, estando a uma altitude de 675 metros. Sua população estimada pelo IBGE em 2009 era de 225.938 habitantes, sendo assim, a 13ª maior cidade do interior paulista em número de habitantes.

 

História

 

Em 1923, Antônio Pereira da Silva e seu filho José Pereira da Silva foram os pioneiros da região, desbravaram terras próximas aos rios Feio e Peixe cujo nome dado foi Alto Cafezal.

Um deputado da época, Sr. Bento de Abreu Sampaio Vidal, originário de São Carlos e Araraquara, em 1926, procede o loteamento de seu patrimônio.

Cel. José Brás (José da Silva Nogueira), origem familiar de Itapetininga SP, em 1927, faz sua “entrada” em Marília. Os Nogueira tinham cerca de 40% das terras da fazenda Bomfim. Suas faixas de terras foram loteadas e principiou o processo civilizatório de Marília, antigamente espigão do Alto Cafezal. Hoje, onde temos a Rua Cel. Galdino de Almeida, Av. Rio Branco e Cel. José Brás (José da Silva Nogueira) passando pela vila Barbosa até as universidades (Univem, Unesp e Unimar) eram terras desbravadas pelos Nogueira e Almeida. Descendentes dos antigos Nogueira ainda continuam residindo em Marília.

A Companhia Paulista de Estradas de Ferro vinha avançando seus trilhos de Piratininga até chegar a Lácio; e de acordo com o esquema dessa companhia, as estradas que iam sendo inauguradas no ramal, eram denominadas por ordem alfabética; sendo que o próximo ramal deveria ter seu nome começado pela letra “M”. Foram propostos vários nomes, como “Marathona”, ‘Mogúncio” e “Macau”, mas Bento de Abreu não ficou satisfeito com nenhum desses; em uma de sua viagens de navio à Europa leu o livro de Tomás Antônio Gonzaga “Marília de Dirceu”, de onde tirou o nome de Marília.

A cidade de Marília, com essa denominação foi criada pela Lei Estadual nº 2161, em 22 de dezembro de 1926, ainda como um distrito de Cafelândia. Em 1928 é elevada a categoria de município, por Lei Estadual nº 2320, de 24 de dezembro de 1928. Sendo que sua instalação oficial deu-se a 4 de abril de 1929, data em que é comemorado seu aniversário. É, por isso, um município relativamente novo.

No início a economia de Marília era baseada no cultivo de café que com o tempo foi sendo substituído pelo algodão. Graças ao algodão, em 1934 e 1935 foram instaladas as duas primeiras indústrias no município (duas fábricas de óleo). Com a expansão da industrialização ao interior paulista, houve um aumento da malha ferroviária e rodoviária, com isso Marília ligou-se a várias regiões do estado de São Paulo e ao norte do Paraná.

Na década de 1940 o município se firmou como pólo de desenvolvimento do Oeste Paulista, quando se verificou um grande crescimento urbano e populacional.

Na década de 70, houve um novo ciclo industrial no município com a instalação de novas indústrias, pricipalmente na área alimentícia e metalúrgica. Com a posterior instalação de vários cursos universitários, Marília pode atrair vários jovens a região o que ajudou no desenvolvimento do comércio do município.

Hoje Marília conta com aproximadamente 50 indústrias na área alimentícia sendo conhecida como “Capital Nacional do Alimento”.

 

 CURIOSIDADES SOBRE MARÍLIA

MARÍLIA TEVE A PRIMEIRA RODOVIÁRIA DO BRASIL -Na época de sua fundação, Marília concentrava grande parte do transporte rodoviário do estado, o que levou sua administração a tomar uma decisão inédita no Brasil: criar uma estação rodoviária, isto em 1938. Ela ficava localizada na antiga Av. Barão de Mauá (hoje Av. Tancredo Neves), onde se encontra o estacionamento do Supermercado Pastorinho.

AQUI NASCEU O BANCO BRADESCO – Reconhecidamente, um dos maiores bancos privados do Brasil, o Bradesco teve sua origem na cidade. Marília foi a primeira cidade do Brasil a ter um caixa eletrônico.
Devido ao pioneirismo tecnológico do Bradesco, Marília teve o primeiro CAIXA ELETRÔNICO do Brasil, que ficava localizado na Rua Prudente de Moraes, ao lado da saída do estacionamento do banco. Hoje esse caixa eletrônico está em exposição no Museu Municipal “Helio Antônio Scarabotollo”.

AQUI TAMBÉM NASCEU A COMPANHIA AÉREA TAM – A TAM Linhas Aéreas, eleita a melhor companhia de transporte aéreo regional do mundo, também teve suas origens aqui em Marília. Antigamente chamava-se “Táxi Aéreo Marília” e surgiu em 1961.

MARÍLIA JÁ FOI A CIDADE QUE MAIS CRESCEU NO MUNDO – Na década de 50, Marília atingiu o pico de seu crescimento, devido principalmente a cultura do café, sendo considerada a cidade que mais cresceu no mundo.

A FOTOGRAFIA EM 360º FOI CRIADA AQUI – Utilizando um conjunto de espelhos SEBASTIÃO CARVALHO LEME criou a fotografia 360 graus, capaz de capturar a imagem de todo o ambiente em uma única tomada.

MARÍLIA TERRA DE DINOSSAUROS – O Pesquisador Wiliam Nava encontrou fósseis de espécies de pequenos crocodilos que foram batizados de Mariliasuchus amaralie Adamantinasuchus navae

ESTAMOS NO GUINESS BOOK – NORTON EMERSON – Radialista bateu recorde de permanência no ar – 100 horas ininterruptas de transmissão diretamente do estúdio montado na Galeria Atenas.

ENCARNAÇÃO OLIVAS PACHECO – Conhecida como Vó Nena, de 86 anos realizou o seu sonho de saltar de pára-quedas em 1992, entrando para o livro dos recordes como a pára-quedista mais idosa.

HIBISCUS HIBRIDUS – É uma flor de rara beleza que conta com mais de 1400 variedades (cores). Um dos poucos cultivadores registrados no Brasil encontra-se em Marília. O senhor Ademir Antônio de Oliveira.

MARILIENSES DE DESTAQUE
* Osmar Santos famoso narrador esportivo.
* Tetsuo Okamoto foi o primeiro atleta brasileiro a ganhar uma medalha olímpica, bronze na natação. Sua história e troféus estão expostos na sala de troféus do Yara Clube.
* Os pais da famosa atriz Sônia Braga são naturais de Marília.

 

 

MARÍLIA TERRA DE DINOSSAUROS
Situada numa região de serras, rodeadas por vales e paredões de arenito que revelam as camadas de rochas sedimentares com milhões de anos, Marília possui uma topografia acidentada que lhe confere uma paisagem única em todo o estado.Foi neste cenário que o pesquisador William Nava encontrou o fóssil do Mariliasuchus amarali, uma espécie de pequeno crocodilo que habitava as margens de rios e lagoas.Sob sua coordenação, no Museu de Paleontologia de Marília (anexo ao Centro Cultural) podem ser vistos ossos de dinossauros, como um fêmur medindo 1,10 m de comprimento, fósseis e ovos de crocodilo, restos de tartarugas e outros organismos.

Anúncios