Parque Tecnológico: Marília consegue recursos do Governo de São Paulo para elaborar projeto

Parque Tecnológico: Marília consegue recursos do Governo de São Paulo para elaborar projeto

Marília deu mais um passo importante para a conquista do seu Parque Tecnológico. Na segunda (07/03), o prefeito Vinícius Camarinha esteve no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, em reunião com o vice-governador Márcio França – que também é Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado.

O objetivo da audiência foi solicitar recursos para elaboração do estudo técnico do Parque Tecnológico de Marília. O pedido foi atendido e a cidade receberá recursos financeiros para dar andamento na implantação do seu Parque Tecnológico.

Estiveram presentes também na reunião, o secretário municipal do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Cássio Luiz Pinto Júnior; e os professores do Univem, Dr. Elvis Fusco e Dr. Fábio Dacêncio Pereira – representantes da instituição como entidade gestora e responsáveis pelos projetos do Parque Tecnológico de Marília.

O prefeito Vinícius enfatizou que “o atendimento da solicitação por parte do vice-governador mostra a parceria que existe entre o governo municipal e o estadual e o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado possibilitará que este empreendimento transformador torne-se realidade”.

O vice-governador, Márcio França, esclarece que um Parque Tecnológico é um complexo de desenvolvimento econômico e tecnológico que visa fomentar economias baseadas no conhecimento por meio da integração da pesquisa científica e tecnológica, negócios, empresas e organizações governamentais em um local físico que provê espaço para abrigar centros de pesquisa, desenvolvimento tecnológico, inovação, incubação e treinamento.

“Marília tem apresentado nos últimos anos um cenário definido como um Sistema Local de Inovação que é composto por entidades que representam instituições de ensino e pesquisa, centros e grupos de pesquisa, incubadora de empresas de base tecnológica, centro de inovação privados, órgãos de classe, órgãos públicos e empresas produtivas locais de iniciativa pública e privada que possibilitaram o reconhecimento por parte do governo do Estado”, destacou França.

Credenciamento – Segundo o Prof. Dr. Elvis Fusco, o projeto apresentado para o vice-governador indica que para a solicitação do credenciamento provisório do Parque Tecnológico, a cidade deve elaborar um Projeto Básico do Empreendimento contendo: esboço do projeto urbanístico e arquitetônico e os estudos preliminares de viabilidade econômico-financeira, técnico-científica e de sustentabilidade ambiental. “Uma vez que já foi cumprida a maioria dos requisitos para solicitação do credenciamento provisório do Parque Tecnológico, incluindo a permissão, em dezembro de 2015, do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília) e o Centro Incubador de Empresas de Marília (CIEM) ao Sistema Paulista de Ambientes de Inovação do Governo de São Paulo. Ambos os empreendimentos tendo o Centro Universitário Eurípides de Marília (Univem) como entidade gestora”, comentou o representante da Univem.
Fusco ressaltou também que o pleito incluiu a solicitação de recursos financeiros para viabilizar a elaboração do estudo técnico do projeto de credenciamento provisório do Parque Tecnológico.
O Prof. Dr. Fábio Dacêncio lembrou ainda que o decreto que institui a Rede Paulista de Parques Tecnológicos do Estado de São Paulo estabelece que a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado pode apoiar a realização de estudos técnicos em ambientes contemplados pelo Sistema Paulista de Ambientes de Inovação (SPAI), ao qual a cidade de Marília está inclusa, assim, a solicitação encaminhada até o vice-governador foi elaborada com base neste decreto.

Progresso social e econômico – O secretário Cássio Pinto destacou que as ações já realizadas pelo município como a criação do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (COMCITI) e a redução do ISS de 5% para 2% para as empresas de Tecnologia da Informação fortalecem o projeto do Parque Tecnológico que se tornará indutor do progresso social e econômico da região, harmonizando o desenvolvimento regional e cumprindo seu papel de gerar renda, criar empregos e atuar como catalisador de investimentos em empreendedorismo e inovação.

“O nosso governo tem realizado todos os esforços para posicionar a cidade de Marília como destaque na inovação tecnológica com o objetivo de potencializar ações de empreendedorismo com o apoio e a integração das instituições de ensino e do Governo Estadual. Esse cenário contribuirá para a cultura da inovação nas empresas, estimulando e apoiando projetos de inovação que garantam a sustentabilidade e o desenvolvimento econômico da região”, finalizou o prefeito Vinicius Camarinha.

Texto: Assessoria de Imprensa

Foto: Wilson Ruiz

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s