Parceria busca criação do Parque Tecnológico em Marília

Parceria busca criação do Parque Tecnológico em Marília

Reunião definiu início do processo para criação do órgão na cidade; espaço irá contribuir para a instalação de novas empresas e indústrias

A criação do Parque Tecnológico em Marília foi destaque também na assinatura da doação de área para a Harald, a nova indústria de chocolates e alimentos. No evento realizado nesta terça-feira (30), o prefeito Vinicius Camarinha ressaltou a união de esforços para a criação do parque.

“O Parque Tecnológico será um grande espaço para atrairmos indústrias e empresas para a cidade e em todos os segmentos. É na verdade um programa do governo do Estado em parceria com o município, onde são criados esses espaços com incentivo fiscal e qualificação de mão de obra visando realmente atrair novas empresas. Fundamental para a economia local, para a geração de novos empregos. A vinda da Harald, a nova indústria de chocolates e alimentos e o início das negociações para a criação do Parque Tecnológico provam a nossa preocupação em preparar Marília para os desafios do futuro, mesmo diante da crise econômica nacional, estamos investindo”, disse o chefe do Executivo.

Na semana passada, foi dado o primeiro passo para a criação do Parque Tecnológico, quando o prefeito Vinicius Camarinha assinou o requerimento para a inclusão do Ciem (Centro Incubador de Empresas de Marília) à Rede Paulista de Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica. O documento que será encaminhado ao governo do Estado foi assinado durante audiência do prefeito com representantes da Asserti (Associação de Empresas de Serviços Tecnologia da Informação), com o gerente regional do Sebrae, Marcelo Montagnana e com o reitor do Univem, Luís Carlos Macedo Soares.

O presidente da Asserti, Elvis Fusco destacou a parceria: “ O Parque Tecnológico não é só voltado à área de tecnologia da informação, mas poderá fomentar a vinda de empresas alimentícias e metalúrgicas, por exemplo. Além de melhorar os produtos e serviços das empresas já existentes através da parceria com as universidades”, disse.

Fusco ainda revelou que para a instalação do Parque Tecnológico são necessários o credenciamento do Ciem junto ao governo, o Centro de Inovação, já existente em Marília, também credenciado, a área, de no mínimo 200 mil m², para a instalação do parque e uma lei de incentivo municipal.

“O prefeito Vinicius nos informou da área, que poderá ser doada pela administração ao Parque Tecnológico, localizada no Distrito de Lácio, ou seja, existe uma união de esforços para a criação desse espaço. É uma área nobre, que está em franco desenvolvimento e que estará ao lado de escolas, universidades e indústrias, como a própria Harald”.

O Estado de São Paulo conta com o Sistema Paulista de Parques Tecnológicos, aproximadamente 12 cidades contam com o espaço, como por exemplo: Sorocaba, Botucatu, São José do Rio Preto e Ribeirão Preto, entre outros.

“A prefeitura tem sido uma grande incentivadora do crescimento da cidade. Nossa incubadora de empresas tem 10 anos, tem realizado um grande trabalho junto aos novos empreendimentos. Com a inscrição da incubadora, do Centro de Inovação, em breve contaremos com o Parque Tecnológico em Marília. Estamos otimistas, afinal, o parque irá movimentar a economia da cidade e da região”, concluiu o reitor do Univem, Luiz Carlos Macedo Soares.

Assessoria de Imprensa

Foto: Wilson Ruiz

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s