DESENVOLVIMENTO: Marília é destaque no Estado em geração de empregos

DESENVOLVIMENTO: Marília é destaque no Estado em geração de empregos

– Reportagem especial mostra que região é a 2ª maior do interior em contratações;

– Município tem grandes investimentos em infraestrutura

– Qualificação de mão de obra e Parque Tecnológico

 

A região de Marília foi a segunda que mais cresceu na geração de empregos do interior do Estado de São Paulo, comprovando mais uma vez o seu crescimento econômico. O levantamento foi destaque na revista “Você – S/A”, uma publicação mensal da editora Abril, de circulação nacional.

De acordo com a reportagem, que cita como fonte o Ministério do Trabalho e Emprego/CAGED, entre 2008 e 2014 houve um crescimento de 26% nas contratações (engloba também Tupã), ficando apenas um por cento abaixo das regiões de Jundiaí, Bragança Paulista, Sorocaba e Piedade (ficaram em primeiro lugar com 27%). Marília e Tupã passaram de 28.595 para 35.889 empregos neste ano.

Nesse mesmo levantamento, outras regiões tiveram redução nas contratações. As regiões com maiores reduções foram: Araçatuba, Andradina e Birigui (-13%), Presidente Prudente, Adamantina e Dracena (-11%) e Assis/Ourinhos (-4%).

Para o prefeito Vinicius Camarinha, o levantamento é mais um reflexo do desenvolvimento comercial e industrial de Marília que, apesar de todas as dificuldades econômicas, está na contra mão de boa parte do país, onde vários segmentos estão demitindo. Além disso, a própria infraestrutura da cidade está crescendo, com melhorias nas rodovias que passam por Marília e ampliação do aeroporto, o que deve atrair mais empresários de outras regiões.

 

DIVERSIFICAÇÃO E TECNOLOGIA

 

“Marília tem uma vocação industrial diferente de outras regiões, com destaque para os setores alimentício e metalúrgico. Além disso, há uma grande expansão na área de Tecnologia da Informação (TI), com mais de 100 empresasem funcionamento. Osempresários contam com total apoio de nossa administração, adotando medidas e também buscado apoio junto ao governo do Estado para que as empresas possam continuar crescendo”, afirmou o prefeito Vinicius.

O chefe do Executivo cita como a reivindicação que apresentou junto ao governador Geraldo Alckmin para a criação do Parque de Tecnologia da Informação (TI), nas áreas de desenvolvimento de software e infraestrutura. A proposta foi apresentada ao prefeito Vinicius pela ASSERTI (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação) e levada pessoalmente ao Governador.

Hoje, funcionam mais de 100 empresas na área de tecnologia da informação, inclusive de reconhecimento nacional e internacional, como é o caso da Buscapé, Locaweb e Boa Vista Serviços. Hoje, o crescimento anual na região chega a 8%, com faturamento médio de R$ 10 milhões/mês. A criação do Parque Tecnológico de Marília, o mesmo será incluído no Orçamento do Estado, passando a receber recursos e incentivos.

 

MELHOR INFRAESTRUTURA

 

Para o prefeito Vinicius Camarinha, nos próximos anos a perspectiva é de um crescimento econômico ainda maior de Marília. Isso deve ocorrer tanto pela melhoria da infraestrutura (melhorias em rodovias, aeroporto, conclusão da obra de tratamento do esgoto) como também de medidas que a Prefeitura está adotando de incentivo aos setores produtivos de nossa cidade. Os investimentos chegam a R$ 335 milhões.

Praticamente todas as rodovias que passam por Marília estão recebendo melhorias. Recentemente, foi entregue a duplicação e remodelação da Avenida Jóquei Clube (trecho urbano da BR-153), numa parceria entre a Prefeitura e a BR-Vias (concessionária do trecho). Além disso, estão em ritmo acelerado a o recape e melhorias da rodovia do Contorno, da SP-294 (sentido Alta Paulista), enquanto que a SP-333 (sentido Ribeirão Preto) está ganhando terceiras faixas, nova ponte sobre o rio Tibiriçá, seis passagens superiores, três rotatórias, quatro viadutos e uma alça de acesso.

Além disso, o Aeroporto Estadual passará por uma ampliação, com um novo terminal de embarque que passará de 572 m²para 3.500 metros quadrados; pátio para estacionamento das aeronaves, dos atuais 4.200 m², terá uma grande ampliação, chegando a 23.100 metros quadrados; pista de pouso e decolagens será recapeada, ganhando nova sinalização; além de um pátio de estacionamento para 300 veículos (hoje praticamente não existem vagas).

O desenvolvimento também ocorre com uma política de sustentabilidade e qualidade de vida: projeto de afastamento e tratamento 100% do esgoto da cidade, com o funcionamento de estações em três bacias (Barbosa, Pombo e Palmital). As obras seguem em ritmo acelerado, além de grandes investimentos para ampliar o sistema de captação de água.

QUALIFICAÇÃO DA MÃO DE OBRA

 

Além de dar todo apoio aos segmentos produtivos (como é o caso da criação do Parque de Tecnologia da Informação), a Prefeitura também investe na qualificação da mão de obra, ou seja, preparar a cidade para o desenvolvimento e com estrutura para atender o crescimento econômico, procurando atender às empresas que forem se instalar do Município ou ampliação das já existentes.

Neste sentido, está oferecendo condições para que Marília tenha uma unidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), além de novos cursos da FACET/ETEC. A estratégia do Município foi oferecer uma área para a instalação do campus do IFSP, com capacidade para beneficiar 1.200 alunos; bem como a construção do prédio próprio da FATEC (Centro Paula Souza) e ETEC que possibilitará a ampliação dos cursos.

 

NOVOS INVESTIMENTOS

 

Apesar da crise econômica registrada no país, Marília já obteve neste ano cerca de R$ 30 milhões em investimentos por parte dos empresários. Em geração de empregos, houve crescimento de 23,5% nesse mesmo período, com um saldo positivo de 2.221 empregos, segundo dados do CAGED (Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados), órgão ligado ao Ministério do Trabalho e Emprego.

Marília registrou, no mês de outubro, a abertura de 188 novas empresas. Um dos próximos novos investimentos será a implantação de uma unidade produtora de lâmpadas Led da indústria RCG em Marília, num investimento de R$ 20 milhões. A área, de 12 mil metros quadrados, foi doada pela Prefeitura, conforme solicitação do empresário Roberto Gonzales e que foi prontamente atendida pelo prefeito Vinicius Camarinha. A unidade vai gerar inicialmente 350 empregos diretos.

 

 

Assessoria de Imprensa

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s